Show simple item record

dc.contributor.authorMastroianni, Patricia de Carvalhoes_ES
dc.contributor.authorLucchetta, Rosa Camilaes_ES
dc.contributor.authorSarra, Josiane dos Reises_ES
dc.contributor.authorGalduróz, José Carlos Fernandezes_ES
dc.date.accessioned2015-08-25T14:55:52Z
dc.date.available2015-08-25T14:55:52Z
dc.date.issued2011es_ES
dc.identifier.citationMastroianni, Patricia de Carvalho,Lucchetta, Rosa Camila,Sarra, Josiane dos Reis,Galduróz, José Carlos Fernandez (2011) Estoque doméstico e uso de medicamentos em uma população cadastrada na estratégia saúde da família no Brasil. Rev Panam Salud Publica;29(5) 358-364,maio 2011. Retrieved from http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892011000500009pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892011000500009es_ES
dc.identifier.urihttps://iris.paho.org/handle/10665.2/9528
dc.format.extentgrafes_ES
dc.format.extenttabes_ES
dc.relation.ispartofseriesRev Panam Salud Publica;29(5),mayo 2011es_ES
dc.subjectAssistência Farmacêuticapt_BR
dc.subjectPrograma Saúde da Famíliapt_BR
dc.subjectUso de medicamentoses_ES
dc.subjectArmazenagem de Medicamentoses_ES
dc.subjectAutomedicaçãopt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectPharmaceutical serviceses_ES
dc.subjectFamily Health Programen_US
dc.subjectDrug Utilizationes_ES
dc.subjectDrug Storagees_ES
dc.subjectSelf medicationes_ES
dc.subjectBrazilen_US
dc.subjectArmazenagem de Medicamentoses_ES
dc.subjectUso de Medicamentoses_ES
dc.subjectAutomedicaçãopt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectEstudos Transversaispt_BR
dc.subjectArmazenagem de Medicamentoses_ES
dc.subjectUso de Medicamentoses_ES
dc.subjectCaracterísticas da Famíliapt_BR
dc.subjectSaúde da Famíliapt_BR
dc.subjectProgramas Governamentaispt_BR
dc.subjectAutomedicaçãopt_BR
dc.titleEstoque doméstico e uso de medicamentos em uma população cadastrada na estratégia saúde da família no Brasilpt_BR
dc.typeJournal articlesen_US
dc.rights.holderPan American Health Organizationen_US
dc.description.notesOBJETIVO: Identificar domicílios atendidos pela estratégia saúde da família (ESF) que possuíam estoque de medicamentos, avaliar as condições de armazenamento e conhecer o modo de uso dos medicamentos. MÉTODOS: O estudo foi conduzido em um município do Estado de São Paulo que possui duas unidades da ESF, com 1 867 domicílios cadastrados; a amostra foi definida por meio de sorteio aleatório estratificado. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas de julho a outubro de 2008. RESULTADOS: Foi entrevistado um morador em cada um dos 280 domicílios visitados. Foram encontrados medicamentos em 255 domicílios (91,1 por cento). Dos 326 locais de guarda de medicamentos, 217 (75,8 por cento) eram inadequados (de fácil acesso a crianças ou expostos a umidade, luz). Das 2 578 especialidades farmacêuticas encontradas, 2 059 (79,9 por cento) tinham algum problema de segurança ou identificação, o que foi observado em 236 (84,3 por cento) domicílios. Dos 280 entrevistados, 179 (63,9 por cento) eram usuários de medicamentos. Desses, 24 estavam se automedicando, apenas um com medicamento que não exigia prescrição. Somente 44 usuários tinham a prescrição do medicamento. O medicamento era usado de forma diferente da prescrição por 21 entrevistados, por desacordo posológico ou interrupção do tratamento. CONCLUSÕES: A maioria dos domicílios estudados armazenava os medicamentos de forma inadequada. As discordâncias em relação às orientações médicas prescritas podem levar a resultados negativos, como ineficácia por uso de doses abaixo do prescrito, intoxicações por doses acima do prescrito, reações adversas e não adesão terapêutica.(AU)pt_BR
dc.description.notesOBJECTIVE: To identify families served by the family health strategy (FHS) storing medicines at home, to evaluate storage conditions, and to investigate medicine use practices. METHODS: The study was conducted in a municipality in the state of São Paulo with two FHS units serving 1 867 households. The sample was selected by means of stratified random sampling. Data collection was conducted through semistructured interviews from July to October 2008. RESULTS: One resident was interviewed in each of the 280 households visited. Medicines were found in 255 households (91.1 percent). Of 326 storage locations, 217 (75.8 percent) were inadequate (easily accessible to children or exposed to moisture, light). Of the 2 578 medicines identified, 2 059 medicines (79.9 percent) in 236 (84.3 percent) households had safety or identification problems. Of the 280 respondents, 179 (63.9 percent) used medications. Of these, 24 were self-medicating, only one with an over-the-counter drug. Only 44 users had the prescription for their medication, and 21 did not follow the prescription in terms of dosage or had interrupted the treatment. CONCLUSIONS: Non-adherence to recommended treatment can lead to negative outcomes, such as inefficiency (using dosages lower than prescribed), poisoning (using dosages higher than prescribed), and other adverse reactions.(AU)en_US


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record