Show simple item record

dc.contributor.authorNoronha, Ceci Vilares_ES
dc.contributor.authorMachado, Eduardo Paeses_ES
dc.contributor.authorTapparelli, Ginoes_ES
dc.contributor.authorCordeiro, Tania Regina Fes_ES
dc.contributor.authorLaranjeira, Denise Helena Pes_ES
dc.contributor.authorSantos, Carlos Antonio Telleses_ES
dc.date.accessioned2015-08-25T14:54:30Z
dc.date.available2015-08-25T14:54:30Z
dc.date.issued1999es_ES
dc.identifier.citationNoronha, Ceci Vilar,Machado, Eduardo Paes,Tapparelli, Gino,Cordeiro, Tania Regina F,Laranjeira, Denise Helena P,Santos, Carlos Antonio Telles (1999) Violência, etnia e cor: um estudo dos diferenciais na regiao metropolitana de Salvador, Bahia, Brasil. Rev Panam Salud Publica;5(4/5) -,abr.-mayo 1999. Retrieved from http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49891999000400010&lng=pt&nrm=isopt_BR
dc.identifier.urihttp://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49891999000400010&lng=pt&nrm=isoes_ES
dc.identifier.urihttps://iris.paho.org/handle/10665.2/8941
dc.format.extenttabes_ES
dc.relation.ispartofseriesRev Panam Salud Publica;5(4/5),abr.-mayo 1999es_ES
dc.subjectViolênciapt_BR
dc.subjectGrupos de Populações Continentaispt_BR
dc.subjectCores_ES
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.titleViolência, etnia e cor: um estudo dos diferenciais na regiao metropolitana de Salvador, Bahia, Brasilpt_BR
dc.title.alternativeViolence, ethnic group, and skin color: a study of disparities in the metropolitan region of Salvador, Bahia, Brazilen_US
dc.typeJournal articlesen_US
dc.rights.holderPan American Health Organizationen_US
dc.description.notesO objetivo do presente estudo é analisar a distribuiçao das distintas modalidades de violência - estrutural, institucional, interpessoal e derivada da delinquência - nos três grupos de cor mais representativos da sociedade baiana: brancos, mulatos e negros. O estudo compara os níveis de vitimaçao de indivíduos brancos, negros e mulatos com suas próprias avaliaçoes da eficiência das instituiçoes de controle do crime, procurando identificar como isso se relaciona com a adoçao de atitudes e normas autoritárias pelos mesmos sujeitos. Os dados analisados sao provenientes do Estudo Multicêntrico sobre Atitudes e Normas Culturais face a Violência (projeto ACTIVA) e compreendem uma amostra de 1384 pessoas residentes na regiao metropolitana de Salvador. A investigaçao foi desenhada como um estudo de corte transversal, com entrevistas realizadas nos domicílios, no período de setembro a dezembro de 1996. A seleçao da amostra se processou em três etapas: primeiro foram selecionadas, de modo aleatório, as áreas residenciais, seguindo uma amostragem sistemática dos domicílios em cada área do sorteio; por fim, o sujeito a ser entrevistado foi escolhido, também por sorteio. Para a coleta de dados foi utilizado o questionário desenhado para o estudo ACTIVA e testado em estudo piloto. Os resultados indicam uma distribuiçao desigual da violência estrutural que recai, principalmente, sobre indivíduos de pele negra; o perfil por grupos de cor para a violência interpessoal e institucional revelou-se indistinto. A violência da delinquência atinge os brancos e os negros na mesma intensidade. O descrédito na eficiência das polícias civil e militar, da justiça e do sistema carcerário é muito alto e é generalizado para os três grupos de cor. Além disso, poucas diferenças foram encontradas entre os grupos com relaçao a atitudes e normas autoritárias. Com base nos resultados, é possível concluir que existe risco para a manutençao da ordem pública se os altos níveis de descontentamento com as instituiçoes de prevençao e repressao dos crimes persistirem juntamente com a predisposiçao dos indivíduos para apoiar a utilizaçao da violência como soluçao para os conflitospt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record