Show simple item record

dc.contributor.authorPaim, Jairnilson Silvaes_ES
dc.contributor.authorCosta, Maria da Conceiçao Nascimentoes_ES
dc.contributor.authorMascarenhas, Joane Carla Ses_ES
dc.contributor.authorSilva, Lígia Maria Vieira daes_ES
dc.date.accessioned2015-08-25T14:54:24Z
dc.date.available2015-08-25T14:54:24Z
dc.date.issued1999es_ES
dc.identifier.citationPaim, Jairnilson Silva,Costa, Maria da Conceiçao Nascimento,Mascarenhas, Joane Carla S,Silva, Lígia Maria Vieira da (1999) Distribuiçao espacial da violência: mortalidade por causas externas em Salvador (Bahia), Brasil. Rev Panam Salud Publica;6(5) -,nov. 1999. Retrieved from http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49891999001000004&lng=pt&nrm=isopt_BR
dc.identifier.urihttp://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49891999001000004&lng=pt&nrm=isoes_ES
dc.identifier.urihttps://iris.paho.org/handle/10665.2/8891
dc.format.extentiluses_ES
dc.format.extenttabes_ES
dc.relation.ispartofseriesRev Panam Salud Publica;6(5),nov. 1999es_ES
dc.subjectViolênciapt_BR
dc.subjectMortalidadees_ES
dc.subjectCausas de Mortees_ES
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.titleDistribuiçao espacial da violência: mortalidade por causas externas em Salvador (Bahia), Brasilpt_BR
dc.title.alternativeThe distribution of violence: mortality due to external causes in Salvador, Bahia, Braziles_ES
dc.typeJournal articlesen_US
dc.rights.holderPan American Health Organizationen_US
dc.description.notesO presente estudo teve como objetivo descrever a distribuiçao da mortalidade por causas externas no espaço urbano de Salvador, Estado da Bahia, Brasil, em 1991. Foram calculados indicadores de mortalidade por causas externas e por tipos específicos de violência. A mortalidade proporcional por causas externas foi de 15 por cento e a taxa de mortalidade correspondeu a 78,0 óbitos por 100 000 habitantes. As taxas de mortalidade por homicídios e por acidentes de transporte foram de 32,2 e 21,8 por 100.000 habitantes, respectivamente. Os idosos apresentaram um maior risco de morte por causas externas, seguidos dos adultos jovens e adolescentes. No caso dos idosos, 38 por cento das mortes foram por acidentes de transporte e 28 por cento, por quedas. Em relaçao aos jovens, predominam os homicídios, especialmente no sexo masculino e na faixa etária de 15 a 29 anos. Constatou-se uma distribuiçao desigual da mortalidade por causas externas no espaço urbano, penalizando, especialmente no caso dos homicídios, as populaçoes residentes em bairros pobres, com taxas superiores ao coeficiente médio de Salvador. E necessário desenvolver medidas de prevençao e controle, incluindo políticas públicas e açoes programáticas de saúde, orientadas para o espaço social sujeito a maior risco de morte por causas externaspt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record