Show simple item record

dc.contributor.authorDuarte, Cristina Mariaes_ES
dc.contributor.authorNascimento, Vânia Barbosa does_ES
dc.contributor.authorAkerman, Marcoes_ES
dc.date.accessioned2015-08-25T14:52:25Z
dc.date.available2015-08-25T14:52:25Z
dc.date.issued2006es_ES
dc.identifier.citationDuarte, Cristina Maria,Nascimento, Vânia Barbosa do,Akerman, Marco (2006) Gravidez na adolescência e exclusão social: análise de disparidades intra-urbanas. Rev Panam Salud Publica;19(4) 236-243,abr. 2006. Retrieved from http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892006000400003pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892006000400003es_ES
dc.identifier.urihttps://iris.paho.org/handle/10665.2/7980
dc.format.extentmapases_ES
dc.format.extenttabes_ES
dc.relation.ispartofseriesRev Panam Salud Publica;19(4),abr. 2006es_ES
dc.subjectGravidez na Adolescênciaes_ES
dc.subjectPeso ao Nasceres_ES
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectEstudos Transversaispt_BR
dc.subjectInterpretação Estatística de Dadospt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectFertilidadees_ES
dc.subjectIdade Gestacionalpt_BR
dc.subjectPobrezaes_ES
dc.subjectGravidez na Adolescênciaes_ES
dc.subjectClasse Sociales_ES
dc.subjectFatores Socioeconômicospt_BR
dc.subjectPopulação Urbanapt_BR
dc.titleGravidez na adolescência e exclusão social: análise de disparidades intra-urbanaspt_BR
dc.title.alternativeAdolescent pregnancy and social exclusion: analysis of intra-urban disparitiesen_US
dc.typeJournal articlesen_US
dc.rights.holderPan American Health Organizationen_US
dc.description.notesOBJETIVO: Comparar as adolescentes que residiam em quatro áreas com diferentes graus de exclusão social no Município de Santo André, Estado de São Paulo, em relação ao nível de escolaridade, o peso ao nascer e a idade gestacional dos bebês e as taxas de fecundidade específicas de cada área no ano de 1998. MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal ecológico com 1 314 adolescentes. As quatro áreas utilizadas foram as previamente identificadas no Mapa da exclusão/inclusão social da cidade de Santo André, sendo a área 1 a de exclusão social mais pronunciada e a 4 a de menor exclusão social. Os dados das adolescentes e de seus recém-nascidos foram coletados através do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC), e as informações socioeconômicas do Município de Santo André foram obtidas da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Mapa da exclusão/ inclusão social da cidade de Santo André. RESULTADOS: O nível de escolaridade mostrou uma relação estatisticamente significativa com as áreas mais pobres, que concentravam o maior número de adolescentes com menos escolaridade. Quanto à distribuição do baixo peso ao nascer, 76,8 por cento dos bebês nascidos com 2 500 g encontravam-se nas áreas mais pobres da cidade. A maior taxa de fecundidade (35,7 em 1 000 adolescentes) também esteve associada às piores condições socioeconômicas, enquanto que a menor taxa (12,1 em 1 000) foi observada na área mais favorecida. A freqüência de bebês prematuros não foi diferente entre as quatro áreas (P = 0,81). CONCLUSÕES: Os resultados mostram que mais adolescentes de baixa escolaridade e menor nível socioeconômico tiveram mais filhos. É necessário promover ações específicas para evitar a gravidez nesse grupo e para incentivar a inclusão social dessas adolescentes e de seus filhos, abrindo a eles perspectivas de modificar a sua condição. (AU)pt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record