Show simple item record

dc.contributor.authorGeraldo, Ana Paula Gineses_ES
dc.contributor.authorBandoni, Daniel Henriquees_ES
dc.contributor.authorJaime, Patrícia Constantees_ES
dc.date.accessioned2015-08-25T14:51:44Z
dc.date.available2015-08-25T14:51:44Z
dc.date.issued2008es_ES
dc.identifier.citationGeraldo, Ana Paula Gines,Bandoni, Daniel Henrique,Jaime, Patrícia Constante (2008) Aspectos dietéticos das refeições oferecidas por empresas participantes do Programa de Alimentação do Trabalhador na Cidade de São Paulo, Brasil. Rev Panam Salud Publica;23(1) 19-25,ene. 2008. Retrieved from http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892008000100003pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892008000100003es_ES
dc.identifier.urihttps://iris.paho.org/handle/10665.2/7745
dc.format.extenttabes_ES
dc.relation.ispartofseriesRev Panam Salud Publica;23(1),ene. 2008es_ES
dc.subjectProgramas e Políticas de Nutrição e Alimentaçãopt_BR
dc.subjectPromoção da Saúdept_BR
dc.subjectDoença Crônicapt_BR
dc.subjectPlanejamento de Cardápiopt_BR
dc.subjectLocal de Trabalhopt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectNutrition programs and policiesen_US
dc.subjectHealth Promotionen_US
dc.subjectChronic Diseasees_ES
dc.subjectMenu planninges_ES
dc.subjectWorkplacees_ES
dc.subjectBrazilen_US
dc.subjectDietaes_ES
dc.subjectServiços de Alimentaçãopt_BR
dc.subjectPromoção da Saúdept_BR
dc.subjectPolítica Nutricionales_ES
dc.subjectValor Nutritivoes_ES
dc.subjectSaúde do Trabalhadorpt_BR
dc.subjectBrasilpt_BR
dc.subjectDistribuição de Qui-Quadradopt_BR
dc.subjectEstudos Cross-Overpt_BR
dc.subjectColeta de Dadoses_ES
dc.subjectInterpretação Estatística de Dadospt_BR
dc.subjectIngestão de Energiaes_ES
dc.subjectIndústria Alimentíciaes_ES
dc.subjectServiços de Alimentaçãopt_BR
dc.subjectGuias como Assuntoes_ES
dc.subjectPlanejamento de Cardápiopt_BR
dc.subjectAvaliação de Programas e Projetos de Saúdept_BR
dc.subjectSoftwarees_ES
dc.subjectLocal de Trabalhopt_BR
dc.subjectOrganização Mundial da Saúdept_BR
dc.titleAspectos dietéticos das refeições oferecidas por empresas participantes do Programa de Alimentação do Trabalhador na Cidade de São Paulo, Brasilpt_BR
dc.title.alternativeNutritional information of meals supplied by companies participating in the Workers Meal Program in São Paulo, Brazilen_US
dc.typeJournal articlesen_US
dc.rights.holderPan American Health Organizationen_US
dc.description.notesOBJETIVO: Avaliar os aspectos dietéticos das refeições oferecidas por empresas inscritas no Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) na Cidade de São Paulo, Brasil, em relação às recomendações nutricionais do Guia Alimentar para a População Brasileira do Ministério da Saúde. MÉTODOS:Foram investigadas 72 empresas, caracterizadas conforme setor (indústria, serviços ou comércio), porte (micro, pequenas, médias ou grandes), modalidade do PAT (autogestão, gestão terceirizada do tipo refeição transportada ou gestão terceirizada do tipo preparo e distribuição de refeição na empresa) e supervisão de nutricionista (sim ou não). A quantidade per capita dos alimentos foi determinada nos cardápios de 3 dias de almoço, jantar e ceia. O valor nutricional das refeições foi definido com base nas variáveis energia, carboidrato, proteína, gorduras totais, gordura poliinsaturada, gordura saturada, gordura trans, açúcares livres, colesterol e frutas e hortaliças. RESULTADOS:A maioria dos cardápios teve baixa oferta de frutas e hortaliças (63,9 por cento) e gordura poliinsaturada (83,3 por cento) e excesso de gorduras totais (47,2 por cento) e colesterol (62,5 por cento). O agrupamento 2, composto principalmente por empresas de médio e grande porte do setor industrial e de serviços, com gestão terceirizada e supervisão de nutricionista, teve, em média, refeições com maior valor energético (P 0,001), maior porcentagem de gorduras poliinsaturadas (P 0,001), maior quantidade de colesterol (P = 0,015) e maior quantidade de frutas e hortaliças (P 0,001) do que o agrupamento 1, composto por micro e pequenas empresas do setor de comércio, tendo autogestão como modalidade e sem supervisão de nutricionista. Quanto à adequação dos cardápios oferecidos às metas do Guia Alimentar para a População Brasileira, as refeições do agrupamento 2 foram mais adequadas em relação à oferta de frutas e hortaliças (P 0,001). Em contrapartida, o agrupamento 1 apresentou...(AU)pt_BR
dc.description.notesOBJECTIVE:To compare the nutritional value of meals provided by companies participating in the Workers Meal Program in the city of São Paulo, Brazil, to the nutritional recommendations and guidelines established by the Ministry of Health for the Brazilian population. METHODS:The 72 companies studied were grouped according to economic sector (industrial, services, or commerce), size (micro, small, medium, or large), meal preparation modality (prepared on-site by the company itself, on-site by a hired caterer, or off-site by a hired caterer), and supervision by a dietitian (yes or no). The per capita amount of food was determined based on the lunch, dinner, and supper menus for three days. The nutritional value of the meals was defined by the amount of calories, carbohydrates, protein, total fat, polyunsaturated fat, saturated fat, trans fat, sugars, cholesterol, and fruits and vegetables. RESULTS:Most of the menus were deficient in the number of fruits and vegetables (63.9 percent) and amount of polyunsaturated fat (83.3 percent), but high in total fat (47.2 percent) and cholesterol (62.5 percent). Group 2, composed of mostly medium and large companies, supervised by a dietician, belonging to the industrial and/or service sectors, and using a hired caterer, on averaged served meals with higher calorie content (P 0.001), higher percentage of polyunsaturated fat (P 0.001), more cholesterol (P = 0.015), and more fruits and vegetables (P 0.001) than Group 1, which was composed of micro and small companies from the commercial sector, that prepare the meals themselves on-site, and are not supervised by a dietitian. Regarding the nutrition guidelines set for the Brazilian population, Group 2 meals were better in terms of fruit and vegeta-ble servings (P 0.001). Group 1 meals were better in terms of cholesterol content (P = 0.05). CONCLUSIONS:More specific action is required targeting company officers and managers in charge of food and...(AU)en_US


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record