Show simple item record

dc.contributor.authorDuarte, Cristina Mariaes
dc.contributor.authorNascimento, Vânia Barbosa does
dc.contributor.authorAkerman, Marcoes
dc.date.accessioned2015-08-25T14:52:25Z
dc.date.available2015-08-25T14:52:25Z
dc.date.issued2006es
dc.identifier.citationDuarte, Cristina Maria,Nascimento, Vânia Barbosa do,Akerman, Marco (2006) Gravidez na adolescência e exclusão social: análise de disparidades intra-urbanas. Rev Panam Salud Publica;19(4) 236-243,abr. 2006. Retrieved from http://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892006000400003es
dc.identifier.urihttp://www.scielosp.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1020-49892006000400003es
dc.identifier.urihttp://iris.paho.org/xmlui/handle/123456789/7980
dc.format.extentmapases
dc.format.extenttabes
dc.relation.ispartofseriesRev Panam Salud Publica;19(4),abr. 2006es
dc.subjectGravidez na Adolescênciaes
dc.subjectPeso ao Nasceres
dc.subjectBrasiles
dc.subjectEstudos Transversaises
dc.subjectInterpretação Estatística de Dadoses
dc.subjectEducaçãoes
dc.subjectFertilidadees
dc.subjectIdade Gestacionales
dc.subjectPobrezaes
dc.subjectGravidez na Adolescênciaes
dc.subjectClasse Sociales
dc.subjectFatores Socioeconômicoses
dc.subjectPopulação Urbanaes
dc.titleGravidez na adolescência e exclusão social: análise de disparidades intra-urbanases
dc.title.alternativeAdolescent pregnancy and social exclusion: analysis of intra-urban disparitieses
dc.typeJournal Articlees
dc.description.notesOBJETIVO: Comparar as adolescentes que residiam em quatro áreas com diferentes graus de exclusão social no Município de Santo André, Estado de São Paulo, em relação ao nível de escolaridade, o peso ao nascer e a idade gestacional dos bebês e as taxas de fecundidade específicas de cada área no ano de 1998. MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal ecológico com 1 314 adolescentes. As quatro áreas utilizadas foram as previamente identificadas no Mapa da exclusão/inclusão social da cidade de Santo André, sendo a área 1 a de exclusão social mais pronunciada e a 4 a de menor exclusão social. Os dados das adolescentes e de seus recém-nascidos foram coletados através do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC), e as informações socioeconômicas do Município de Santo André foram obtidas da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (SEADE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Mapa da exclusão/ inclusão social da cidade de Santo André. RESULTADOS: O nível de escolaridade mostrou uma relação estatisticamente significativa com as áreas mais pobres, que concentravam o maior número de adolescentes com menos escolaridade. Quanto à distribuição do baixo peso ao nascer, 76,8 por cento dos bebês nascidos com 2 500 g encontravam-se nas áreas mais pobres da cidade. A maior taxa de fecundidade (35,7 em 1 000 adolescentes) também esteve associada às piores condições socioeconômicas, enquanto que a menor taxa (12,1 em 1 000) foi observada na área mais favorecida. A freqüência de bebês prematuros não foi diferente entre as quatro áreas (P = 0,81). CONCLUSÕES: Os resultados mostram que mais adolescentes de baixa escolaridade e menor nível socioeconômico tiveram mais filhos. É necessário promover ações específicas para evitar a gravidez nesse grupo e para incentivar a inclusão social dessas adolescentes e de seus filhos, abrindo a eles perspectivas de modificar a sua condição. (AU)es


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record